domingo, 8 de maio de 2016

Feliz dia das Mães!!!! :)

 Aula de desenho


Toda dia é sempre um dia especial para todas as mães.

Desenho de Leida Nogueira

Oi, gente

Hoje, como todos já sabem, é o "Dia das Mães" e eu achei que seria interessante escrever essa mensagem para todos sobre este dia. 

Talvez nem todos os seguidores da minha arte  e do blog sejam mães, mas com certeza tem ou já teve uma, ou várias mães, não só aquelas que nos deram o nascimento, mas as avós que criaram seus netos, a tia, a madrinha, a irmã mais velha, a mãe adotiva, enfim... todas as mulheres que desempenharam o papel de mãe em algum momento ou para o resto de suas vidas.

Mas por que esperar para o dia ou os aniversários da mãe para dizer algo tão simples e tão tocante a uma mulher que trabalha duro para conciliar um emprego, criar filhos, sendo uma boa esposa, ou mesmo quando é  só uma mãe solteira, mas faz quase sempre o impossível  para manter seus filhos sempre unidos, saudáveis e em segurança.  E por que eu escrevo sobre isso para vocês? 

Não é porque tenho mãe e reconheço o quanto minha mãe foi incrível e super mãe para me proteger e dar o que há de melhor em educação e bem estar para mim e meus irmãos; mas, escrevo esse texto porque também sou mãe, e que com certeza não sou nem mais e nem menos mãe do que minha mãe foi e continua sendo, ou que muitas mulheres são pelo mundo todo. 

Esta é uma mensagem sobre ser mãe, sobre o dia-a- dia da gente, e que apesar de esperarmos secretamente presentes bem legais de nossos filhos, mesmo sabendo que não vamos ganhar, porque ainda são crianças e que provavelmente o único presente que receberá é uma arte lúdica estampada em algum objeto feito na escola. 

Mas tá valendo, por que ser mãe, é sempre se sentir como se você nunca está dando o suficiente e como se você não pudesse dar nada mais. É  gastar todo o seu tempo e energia em outra pessoa, para nutrir, alimentar, vestir, brincar e educar tão bem quanto se é possível fazer.

É agonizar sobre as opções. Ir em três supermercados diferentes para obter os nuggets de frango em forma de dinossauros ou de qualquer outra coisa que pareça divertido só para fazê-los felizes e animados nas horas da refeições, quando além dos nuggets você quer que eles comam brócolis e outros legumes.

É sentir a dor de outra mãe.  Antes de ter filhos, eu ficava  triste em ouvir que uma mãe está com sua criança muito doente. Mas agora é impensável. Eu posso sentir a dor daquela mãe e chorar por eles, pois é inevitável que eu não imagine que isso poderia ser com um dos meus filhos. 

Meu filhos: Bruno e Vítor.
Ser mãe é ter um novo respeito para os pais de crianças com necessidades especiais. É viver com um medo desesperado de câncer infantil, doenças raras e alergias alimentares agudas, enterrado em algum lugar dentro de você, mas sempre está lá.

É  experimentar a sensação surreal de olhar nos olhos de sua criança e ver a si próprio. De experimentar a infância novamente através dela. É poder assistir desenhos animados outra vez, de redescobrir o seu amor por contos de fadas e animações sobre super-heróis. 

E lembrar que um dia, você também imaginava ser um dos personagens, assim como seu filho faz agora.
Ser mãe é subir e descer com vitórias e derrotas do seu filho. É apoia-lo e encoraja-lo quando perceber que lhes faltam entusiasmo, mas adverti-los quando já estão entusiasmados demais por coisas ou atitudes que só nós mães sentimos e enxergamos que isso não será bom para eles.



Ser mãe é demais, é padecer no paraíso. Então se vc é mãe e se identificou com o que escrevi, parabéns, porque você é uma mãe incrível. Mas se vc não é, saiba que sua mãe com  certeza é. 

Então não deixe sua mãe sentir e saber o quanto ela é importante em sua vida, somente nesta data. Tenha paciência com sua mãe, seja sempre gentil e se não morar com ela, ligue sempre que possível. Você pode não lembrar, mas ela já fez isso e muito mais por você.

Feliz todo dia das mães.

Um grande abraço

Leida Nogueira


 Aula de desenho




terça-feira, 29 de setembro de 2015

Como desenhar à carvão vegetal.



Tecnicamente falando, carvão é um material orgânico queimado. Normalmente, o material é de madeira. Existem alguns tipos de carvão utilizados por artistas para criar seus desenhos. Estes tipos de carvão pode ser de "vinha" e "comprimido".

Carvão vegetal vinha geralmente consiste da madeira queimada e é facilmente disseminado em uma superfície e é muito fácil de apagar. Como conseqüência, deve-se riscar com suavidade seja com o carvão em bastão ou lápis carvão comprimido porque facilmente mancha; o que pode ser um benefício para criar efeitos de sombreamento.

Carvão vegetal comprimido é mantido unido por uma goma deixando o carvão mais escuro do que o carvão de vinha. Como resultado, é mais difícil de apagar, porém não mancha com facilidade, mas faz uma marca mais escura. Carvão vegetal comprimido pode vir como uma vara redonda, uma vara quadrada, ou em um lápis. O carvão vegetal é sempre um bastão arredondada. Alguns carvões comprimidos são pigmentados, que é o caso do carvão vegetal comprimido branco.




Ferramentas para desenhar com carvão vegetal

Ao usar carvão para desenhar, algumas ferramentas terão que estar à sua disposição. Primeiro, você pode precisar de uma variedade de diferentes tipos de carvão, como os que estão imagem acima. Mas também é capaz de elaborar um bom desenho somente usando um desses carvões. Você também vai precisar ter uma borracha limpa tipo.

Borracha Limpa Tipo - Um limpa tipo é um tipo especial de borracha que é serve para retirar o excesso de pigmentação para fora da superfície, mas ela também pode apagar totalmente se quiser. A limpa tipo funcionar especialmente bem com carvão vegetal.



Esfuminho - Você também pode usar um esfuminho para espalhar o carvão na superfície. Um esfuminho pode permitir que você tenha controle total sobre a mistura e manchas do carvão. Mas se preferir, pode usar o dedo como esfumador também. (particularmente prefiro esfumar com o dedo, pois não se perde tanta pigmentação como o esfuminho pode fazer se não for usado adequadamente.)


Se você está desenhando em uma superfície plana, também é uma boa idéia ter uma toalha de papel à mão. Você pode colocar a toalha de papel entre a sua mão e a superfície do desenho, de modo que sua mão não  manchará o seu trabalho. Mas sugiro que desenhe com carvão com a superfície inclinada.

Dicas para utilizar o carvão vegetal adequadamente

O carvão vegetal em varas comprimido ou bastão deve ser realizada de forma diferente em sua mão do que um lápis de desenho comum. mas isto pode variar de artista para artista, mas a minha sugestão é manter o carvão vegetal seguro entre o polegar e o indicador e com a palma virada para a superfície do papel.


Isto permite-lhe fazer movimentos usando o seu ombro e cotovelo, em vez de apenas com o seu pulso, causando dores posteriormente.

Para desenhos com traços mais finos ou mais detalhado, um lápis de carvão vegetal pode ser usado e usado apenas como um lápis tradicional. 



Papel para utilizar carvão vegetal

Escolha papel acima de 200gr/m², assim a pigmentação do carvão vegetal ficará melhor nesta superfície. Canson Universitário 224gr/m² e Canson mi-teintes são excelentes para você praticarem e para desenvolverem belos desenhos.

Canson mi-teinte


Fixando os desenhos à carvão vegetal

Quando seus desenhos à carvão terminar, você pode querer fixa-lo no papel. Se não fizer isso, seu desenho sempre vai borrar e em pouco tempo pode desaparecer a pigmentação, deixando apenas uma mancha bem suave no papel. Porque desenhos a carvão são muitas vezes empoeirados, isto é muito comum acontecer, ainda mais se você usar carvão vegetal em bastão. 

Existem diferentes tipos de fixador. Há fixador que não fixa 100% o carvão na superfície que permite que você possa trabalhar na arte novamente se quiser. Esses são fixadores importados próprios para carvão. Há também fixador final, o qual vc não poderá adicionar mais carvão por cima. O papel fica totalmente incapaz de aceitar uma nova pigmentação. A maioria dos artistas, como eu, escolheu usar apenas fixador viável, desde que você pode optar por voltar para desenho e trabalhar sobre ela em um momento posterior.


OBS: O fixadores brilhante são considerados definitivos, pois você não consegue mais mexer na arte depois de aplicado sobre o trabalho.

A melhor maneira de usá-lo é em uma área bem ventilada com a lata de spray há 20cm de distância da obra de arte.

Aprender a desenhar com carvão é como aprender a desenhar com qualquer outra ferramenta para desenho artístico. É preciso prática. Então não desanime em primeiro lugar. Desenhar à carvão vegetal é diferente de desenhar à  lápis. A maioria das pessoas aprendem primeiro a desenhar com um lápis, por isso pode levar algum tempo para se acostumar com carvão vegetal. Mas não se preocupe, você vai ganhando prática com o tempo.

No vídeo seguinte, eu mostrarei em uma apresentação editada, como desenhar à carvão vegetal em bastão fino sobre papel canson 224gr/m².



Desenho à carvão vegetal em bastão



Lápis de carvão vegetal comprimido.



Agora que tal iniciar novos esboços usando carvão vegetal. :)


Bons Estudos!!!!



terça-feira, 4 de agosto de 2015

Como pintar um retrato à lápis de cor



Desenhar um rosto realista é um desafio, não importa a técnica que você use, sempre há um nível de dificuldade até mesmo para aqueles que tem facilidade em desenhar a mão livre, porém uma vez que você se dedicar aos estudos de luz e sombra e proporção da face e cabeça, além de praticar bastante,  é claro, os resultados podem ser surpreendentes.

Se você já desenha retratos à grafite e desenvolve bem o sombreamento da face em tons de cinza, talvez não terá dificuldades em fazer o mesmo sombreamento, só que agora, colorido. As técnicas para colorir são várias, mas nesta postagem, irei demonstrar a técnica do lápis de cor, a qual está cada vez mais popular e favorita entre os artistas realistas. Parece complexa no inicio, mas com um pouco de pratica e com os materiais certos, logo você perceberá que prazeroso é trabalhar com lápis de cor.

Neste tutorial demonstrarei minha própria técnica de pintura à lápis de cor, porém cada um é capaz de desenvolver sua  próprio maneira de pintar  através de um conjunto de técnicas compostas de estudos parciais que adquirimos a partir de tutoriais como este, livros, aulas e, o mais importante, através de muita prática. 

A maneira como pinto os meus desenhos à lápis de cor não é necessariamente a maneira mais certa e nem a mais errada, é apenas a maneira que descobri ser a  mais confortável e  que fornece os resultados que eu gosto. Não há certo e errado na arte, mas algumas orientações que ajudam a gente nas direções diferentes que gostaríamos de ir e, consequentemente, a fazer as nossas próprias regras à medida que aperfeiçoamos nossos desenhos. Então, sugiro que você adquira o que é mais útil para você a partir deste tutorial e não considere o que não atender às suas técnicas preferidas.

Eu vou usar Rafiné e Carandache, mas gente, não  precisam sair comprando essas marcas como se para pintar um retrato, apesar de serem de excelente qualidade, mas existem outras marcas como Faber Castel Polycromos, Policolor da koh-I-Noor, sakura, prismacolor ou até mesmo  lápis de cores escolares como da Faber Castel aquarelável, mas infelizmente algumas marcas não estão disponíveis no Brasil, porém esses que mencionei darão bons resultados realistas na pintura.  Sinta-se livre para usar qualquer marca que você gosta ou já possui.  Vou mencionarei as cores que vou usar ao longo desse tutorial para facilitar suas buscar quando adquirir um estojo de lápis de cor.

Vamos começar:



segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Como misturar e combinar cores com lápis de cor


Os lápis de cores são transparentes, porém não é possível misturar as cores como se estivesse usando tintas ou pasteis. Para formar as misturas de cores, você precisa criar camadas em cima de camada de cor.
Roda de cores


A roda de cores é uma ferramenta de referência útil para a compreensão das relações de cores. Sabendo onde cada cor encontra-se no círculo de cores torna fácil entender como as cores se relacionam e reagem uma com a outro.

 Na imagem acima, A roda de cores básicas é formadas pelas três cores primarias  e as secundárias em fatias menores centralizadas nas cores terciárias.

Conhecendo um pouco sobre a teoria da cor básica pode realmente ajudá-lo  no desenho com lápis de cor.

*Exercício: Crie uma roda de cores básicas.

     Para ter uma noção de como as cores funcionam juntas e se relacionam entre si, faça uma roda de cores. 




Use um prato para fazer o círculo e divida-o em seis fatias. Coloque as três cores primárias (azul, amarelo e vermelho) em cantos opostos e distante um do outro, ou seja, pintando uma fatia e a outra não. Nas fatias que ficarão vazias, coloque as cores secundárias:
  • Verde - formado por azul e amarelo
  • Laranja - formado por amarelo e vermelho
  • Violeta (ou púrpura) - formado por azul e vermelho
E pronto você terá sua primeira roda de cores básicas.  

Você pode continuar a fazendo isso com uma roda maior dividido em 12 ou 24 fatias e continue a misturar as cores primárias e cores secundárias juntas. quando misturamos as cores primárias com as secundárias encontraremos as cores terciárias. Fazer uma roda de cores com lápis de cor, não é necessário misturar as cores como foi falado anteriormente, pois num estojo de 24 cores, pode se dizer que se encontrará as cores primárias, secundárias, terciárias e as complementares, vc só precisa saber quais são cores corretas que pertencem a cada grupo.


Cores Terciárias



 Cores Complementares


As cores complementares são as duas cores em frente a outra na roda de cores (como o vermelho e o verde, laranja e azul ou amarelo e roxo).


Usando Cores Complementares

Quando colocados lado a lado, as cores complementares ficam vivas, formando contrastes interessantes. Usando uma cor complementar no fundo fará com que o desenho se destaque, impressão de estar fora do papel.


  

Agora pratique bastante as combinações de cores, a imagem acima serve de exemplo para você trabalhar, mas você também pode experimentar outras combinações.

Mas faça um aquecimento antes de realmente pintar. Em um pedaço de papel de rascunho, faça diferentes rabiscos e linhas, mude a pressão e tente segurar seu lápis de diferentes maneiras.


A maneira como você segura o lápis terá um impacto direto sobre os traços que você fará. Alguns rabiscos permitirá que você pressione com mais firmeza sobre o papel, resultando em traços escuros, densos.

   

Bom, agora é só pegar seus lápis de cores e papel e praticar muuuuito. :) 

Se você ainda não conhece a página Pintura à Lápis de cor, então dá um clique aqui:  Lápis de Cor
Você aprenderá mais detalhes sobre essa técnica.

Assista algumas demonstrações de pintura à lápis de cor sobre papel preto.







Bons estudos
Leida Nogueira



quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Pintura com canetas marcadores.


A primeira vez que eu usei um marcador foi em 2012. Eu comprei um conjunto de marcadores Pomarker da Letraset para usar junto a minhas pinturas com lápis de cor. Mas eu me apaixonei por eles e comecei a usar somente eles para desenhos mais avançados. E atualmente tenho uma coleção dessas canetas, não só as promarkers, mas também a flexmarker e aquamarker da Letraset, que dão efeitos de pintura realistas incrível.

Pintura aquarela sempre foi um dos meus estilos favoritos, mas quase não venho praticando, por conta da demanda de trabalhos com grafite, pasteis e lápis de cor e  então, quando descobri os marcadores eu fiquei muito ansiosa e entusiasmada ao perceber que eu poderia usar uma técnica semelhante da aquarela com os marcadores ao colocar as cores em camadas e mistura-los juntos. :)

Para trabalhar com os marcadores, eu tenho que ter um esboço já corrigido e perfeito dentro do meu ponto de vista satisfatório antes de eu comece a colorir com eles, pois a tinta não é apagável. Mas se eu quero adicionar alguns destaques extras em algum lugar mais tarde, é só usar uma caneta de tinta pigmentada a base de água.

Eu gosto de construir a cor da luz para mais escuro com muitas camadas, se você for relativamente rápido para colorir, você pode misturar as cores ficando tons bem agradáveis ou ter uma superfície lisa muito boa.

Infelizmente ainda não deu para preparar um tutorial sobre essa técnica de pintura com marcadores, mas eu tenho algumas imagens para vocês terem uma ideia de como a pintura com marcadores é iniciada. :)


Red Sonja













 Phoenix - X-Men









Mulher Maravilha








Mulher Maravilha
_________________________________________________________________________________



Pin Up










Harley Quinn / Alerquina










 Não tenha medo dos marcadores e acumule experiências, é apenas um desenho e, às vezes você tem que fazer um monte de erros para descobrir novas maneiras de trabalhar com eles e obter o efeito desejado.

Os marcadores são maravilhosos de trabalhar e se aprender a usá-los, terá resultados muito satisfatórios, é uma pena que ainda são muito caros no Brasil . :/ Mesmo assim, investir em minha arte sempre será minha prioridade profissional. :)

Até breve,

Leida Nogueira